terça-feira, 14 de junho de 2011

SACRIFÍCIO X AMOR


Sacrifício x Amor 

Ao longo dos anos vividos tenho percebido que muitas pessoas que pela minha vida passaram, deixaram bem claro que não gostam de coisas que dão muito trabalho para serem conquistadas, preferem conseguir de uma maneira mais fácil e assim desfrutar de tais coisas na mesma tranquilidade em que conquistarão. Eu cá embora iguinorantemente e literariamente falando, acredito que quando existe certo tipo de sacrifício para se conquistar algo, aprendemos a dar valor aquilo que conquistamos. O sacrifício é compensador... Vejamos por exemplo uma mãe ao dar a luz. Nunca vi algo que compensasse mais que depois de nove meses carregando o peso do filho em seu ventre e ainda mais aquelas que para completar seu sacrifício precisa trazer ao mundo seu filho por parto normal. Algumas mães além de estar passando por aquela dor horrível ao chegar ao hospital é ligado o soro para que sinta mais dor ainda. Isso quando não fica por várias vezes indo às pressas para o hospital por sentir a dor do sacrifício antes da hora, mas ao ver aquele ser tão pequeno e indefeso ela se derrete toda. A mulher mais forte se torna tão frágil como a membrana de um ovo e tão sensível como a menina dos olhos. É tão lindo ver uma mãe que ao dar à luz pega seu filho nos braços mesmo depois de te- lá feito sofrer tão grande dor, ela quer abraçá-lo e demonstrar seu carinho e o seu amor. Por este e outros motivos vejo claramente que qualquer sacrifício vale a pena se sacrificamos com amor, o amor incondicional que Deus nos concede. Amor sem raça, sem credos, sem religião, sem cobranças, sabendo que o sacrifício vale a pena se tivermos a capacidade de amar

Um comentário:

Maura Theobald disse...

Querida Tina!

Maravilhoso post!

Uma grande verdade...

Minha filha que hoje tem 30 anos nasceu de parto normal e eu tinha apenas 19 anos.. a dor era terrível e naquela época nem ultrasom tinha no humilde hospital. Colocaram dentro de mim duas colheres de ferro e a puxram meu bebe para nascer... Hoje minha filha é minha vida, meu mundo, meu tudo... Valeu apena o sofrimento!

Você escreve maravilhosamente bem, seus escritos são profundos cheios de sentimento.

Eu adorei!

Mil beijos!
Maura Theobald