terça-feira, 18 de outubro de 2011

TANAJURA:UMA NOBRE E FINA CULINÁRIA



A tanajura, espécie de formiga, é uma fina iguaria da culinária, servida torrada e consumida como se fosse amendoim.

Quando o padre Anchieta chegou ao Brasil, um hábito curioso dos índios lhe chamou a atenção: em determinada época do ano, os nativos ficavam ansiosos para colher,‘frutos’ que vinham do céu. Corriam alegres e enchiam vasos e mais vasos desse alimento que, torrado como amendoim, provocava verdadeiro deleite em toda a tribo e até nos homens brancos que o provavam. Os ‘frutos’, na verdade, eram formigas voadoras conhecidas por muitos como tanajuras ou iças.
De fato, o gosto da tanajura lembra muito o do camarão. No entanto, não é somente o sabor que faz desse inseto um prato bastante apreciado pelos índios e também pelos caboclos das regiões rurais do Brasil. A ‘carne’ da tanajura tem alto valor proteico.

A tanajura, além de participar da culinária brasileira, também é usada para combater os males da garganta, como faringite, amidalite. Dizem, também, ser a tanajura um prato considerado afrodisíaco, aconselhado às pessoas que sofrem de debilidade sexual.
Segue uma receita de farofa de tanajura:

INGREDIENTES:

uma colher de sopa de óleo ou gordura

meia xícara (chá)de tanajura (iça)

uma xícara (chá) de farinha de mandioca

sal a gosto

MODO DE PREPARO

coloque numa frigideira

o óleo ou gordura

deixe aquecer e despeje as tanajuras(iça)

frite-as até ficarem torradinhas

junte o sal e a farinha de mandioca

bom apetite



7 comentários:

Casa com tudo dentro disse...

Oi Tina,seja bem vinda a esse mundinho do casa com tudo dentro,as portas estaram sempre abertas,beijinhos!

Ro Archela disse...

Muito interessante essa receita. Original nos dias de hoje! Gostei. beijos, Ro

uerles disse...

miga ja comir quando morava interior

Tina poeta disse...

Casa com tudo dentro,agradeço de coração pela visita e comentário...

Tina poeta disse...

Ola Ro Archela,agradeço pela visita e comentário...

Tina poeta disse...

uerles vlew pelas constantes visitas e comentários...
volte sempre!

Tina poeta disse...

Ro Archela volte sempre!